Voltar ao início do site !Chamar por telefone !Enviar um e-mail !
Acessar o FaceBook da Méritos !

Educação pelo movimento na infância: reflexões e ações humanizadoras

Págs.: 228
Edição: 1ª
Formato: 16x23 cm
Idioma: Português
Lançamento: 2015
ISBN: 9788582000427

Coordenadora: Marilise Brockstedt Lech

Organizadores: André Campos, Danimarcos Gonçalves, Elisiane A. Trautmann, Luciano Borges, Luciane de Campos Souza, Ricardo Vilasbôas

Autores: Adriano José Rossetto Júnior, Cassiana Macedo, Claus Dieter Stobäus, Luis Gustavo Maias, Marcio Alessandro Cossio Baez, Diego Nunes Ortiz, Vilmar C. de Miranda, Solange Taffarel Trombini, Guilherme Silveira Hilário, Adrieli D. A. Brock, Angelita de Borba, Eduardo Dacas, Ewerton Renã da Silva, Fernando Paz da Rosa, Gabriel Colombo Dal Bosco, Jaíni P. Gomes, Joelson Santos da Rosa, Luana de C. Brum, Marisane Oliveira, Robson S. Pagnussatt, Verônica P. Kunh

r$ 35,00

 

 

 

Contracapa

Charles Pimentel,
editor

As primeiras páginas deste livro trazem uma interessante imagem, pintada por Bruegel em 1560, que retrata diversos jogos e brincadeiras motoras executadas por pessoas de diversas idades, em especial as crianças... A cena é bem diferente da atualidade, como lembra Marilise Brockstedt Lech, coordenadora desta obra.

Este livro pretende introduzir o leitor aos objetivos e às vantagens da educação pelo movimento. O primeiro passo é conhecer a importância do professor licenciado em Educação Física, aquele que zela pela quantidade e qualidade dos movimentos das crianças em idade escolar. Práticas mal trabalhadas, podem prejudicar o desenvolvimento global infantil, inibindo a aprendizagem e a formação de valores, como a amizade, o respeito e a cooperação, entre outros, indispensáveis à vida em sociedade.

Ações humanizadoras são perceptíveis não apenas no título desta capa, mas também nas propostas de plano de ensino, de unidade didática, de aulas de Educação Física e, até mesmo, nas formas de avaliação aqui apresentadas.

Os chamados ''jogos cooperativos'', por exemplo, com suas variações: jogos simbólicos, jogos de salão e pré-desportivos, são algumas das atividades com grandes potenciais humanizadores.

Aqui o leitor encontra dez temas de trabalho para a Educação Física, com seus respectivos objetivos procedimentais, atitudinais e conceituais descritos em detalhes.

Resta adaptá-los à sua realidade escolar. São muitas as possibilidades e os resultados também!

Abas

Esta obra foi elaborada para ser uma ferramenta a estudantes de licenciatura e professores que pretendem dar aulas de Educação Física de qualidade, baseadas em reflexões, planejamento sistematizado e diversidade cultural.

Em sua Unidade I, há importantes reflexões sobre alternativas de formação humana através das aulas de Educação Física. Começa por aspectos do direito ao lazer e ao desporto, passando pelas fundamentais necessidades da infância, como brincar e jogar, até os entendimentos iniciais sobre formação docente e psicologia positiva.

A ideia é aproveitar a ''janela de oportunidades'', como refere Marilise Brockstedt Lech, já que a infância é um momento ótimo para a aprendizagem e os desenvolvimentos motor, cognitivo e moral das crianças, principalmente pela via do movimento e da ludicidade.

A vontade de mudar a realidade de grande parte das aulas de Educação Física transparece na Unidade II, onde os autores apresentam certos normativos da área e compartilham modelos de planejamento e avaliação.

Sistematizar para facilitar e qualificar... Esta foi a intenção, que, naturalmente, encontra extensão na Unidade III, onde uma série de temas para se trabalhar em unidades didáticas também é apresentada.

Ler esta obra na íntegra permite conectar vários detalhes importantes, que não podem passar despercebidos por professores que desejam educar, pelo movimento, na infância...

Uma conexão parte da possibilidade que a prática de jogos e atividades físicas tem de inculcar valores, que, se bem trabalhados, podem aumentar a noção do respeito nas crianças, como base de
outros tantos valores e, consequentemente, melhorar as relações ''com o'' e ''no'' mundo em que vivem.

Logo, uma maior diversidade de culturas corporais de movimento nas aulas de Educação Física vem a ser a consolidação da aprendizagem necessária para formar sujeitos saudáveis e alegres, ademais de críticos, capazes de valorizar o humano e as coisas históricas e culturais da sua comunidade, tal como explica a coordenadora desta obra.

Enfim, há várias ideias esperando pela conexão do leitor... Conhecimentos mínimos que, para pessoas de boa vontade, poderão ser a base para maiores aprofundamentos e, quiçá, para grandes transformações...

Prefácio

Lorita Maria Weschenfelder
Professora de Recreação e Lazer da Universidade de Passo Fundo, doutoranda nas Ciências do Desporto UBI/Portugal,
coordenadora do PIBID Educação Física Palmeira das Missões,
coordenadora do Polo Regional de Desenvolvimento de Esporte e Lazer

Não há ação humana que se dê sem um contexto de referência.
Logo, não há ação pedagógica que não esteja inscrita num contexto.
(Bernardi, 1999)

Assim, interessa-me, aqui, revelar da leitura, feita em primeira mão, as marcas que me sensibilizaram. Ao agradecer o convite para prefaciar esta produção acadêmica, permito-me contar como foi e vejo, ou pelo menos como vi e provei o sentido desta obra quando tomei emprestadas a reflexão e a voz dos escritores apresentadas pelas letras neste livro que agora é de vocês caros leitores.

Logo no início, a primeira marca que nos une é a dedicatória. Que emoção! Reavivam-se os ensinamentos do professor Péricles, que fortalecendo-nos em nosso cotidiano enquanto educadores que acreditam que pela Educação Física nos transformamos e consequentemente transformamos o mundo. Lembro, querida Marilise, dos anos de 1990, quando o nosso colega Péricles, pelo seu exemplo de acreditar numa Educação Física lúdica e comprometida com a infância, instigou-nos e desafiou-nos a participar do primeiro concurso público para professores da disciplina de Educação Física na Infância, da Universidade de Passo Fundo.

Lembrar não é reviver, mas re-fazer. É reflexão, compreensão do agora a partir do outrora; é sentimento, reaparição do feito e do ido, não sua mera repetição. (Bossi, 1994)

Basta seguir um pouquinho mais a leitura para nos sensibilizarmos com a segunda marca que nos faz acreditar ser possível, a partir da sala de aula de um curso de licenciatura em Educação Física, sistematizar o conhecimento em uma obra escrita a várias mãos. Eis um formato diferenciado dos que costumam chegar até nós. Educadora e educandos, atores de um processo de formação e autores de um livro. Obra que traz já no título um grande compromisso a ser assumido: Educação pelo movimento na infância: reflexões e ações humanizadoras.

Ao adentrar na leitura do corpo da obra, somos sensibilizados com uma terceira marca e mergulhamos em cada uma das três Unidades que a compõe, profundamente vinculadas a uma prática acadêmica do processo de construção coletiva do conhecimento. É, sem dúvidas, uma reflexão sensível e atenta voltada para a Educação Física na infância. Tem-se a impressão de que o chão da escola se revaloriza como um espaço de interações pelo movimento de um novo saber. É como se os atores e autores procurassem destacar as práticas e reflexões vividas e vivenciadas na relação docente e discente.

Imersa nessa leitura, sou sensibilizada, então, pela quarta marca. Fica claro que todos os capítulos do livro foram cuidadosamente produzidos e organizados, revelando uma diversidade de contribuições colocadas à disposição dos leitores. Isso porque trazem conceitos importantes, como o desenvolvimento infantil, o brincar, a formação de professores, a educação integral, a interdisciplinaridade e multiculturalidade e até sugestões de práticas e conteúdos possíveis de serem trabalhados em unidades de ensino.

A marca profunda deixada depois da leitura é a sensação positiva e otimista de apreciar uma obra coletiva produzida por acadêmicos e professora. Como toda obra coletiva, também esta precisa ser lida levando-se em consideração suas riquezas específicas dentro da diversidade que se apresenta, já que tantos temas de importância apresentam.

É o conjunto desta obra, portanto, que me deixa a alegria de constatar algo de importante e de novo acontecendo na vida dos autores e com certeza em vias de acontecer na vida de todas as pessoas que tiverem a oportunidade de ler esta obra.

Tive o privilégio da prioridade da leitura para anunciar a alegria do aprendido, do encontrado, do descoberto, dos sentidos e sensações que acumulei no mergulho que fiz nestas páginas.

Acredito que a leitura e o debate desta obra poderão enriquecer as reflexões dos acadêmicos, professores de Educação Física e gestores, atentos à qualificação da Educação.

Sejam bem-vindos à leitura deste livro!

Sumário

Agradecimentos / 9
Autores / 13
Prefácio / 21
Apresentação / 25
Mensagem inicial / 33
Unidade I
Reflexões sobre a educação física na infância
Capítulo 1 - Importância da educação pelo movimento na infância / 37
Capítulo 2 - Educação física escolar: formando cidadãos / 43
Capítulo 3 - Construção de valores humanos nas aulas de educação física  / 47
Capítulo 4 - Desenvolvimento infantil através do esporte e do lazer  / 57
Capítulo 5 - O brincar na educação  / 65
Capítulo 6 - O poder do jogo e da atividade física na educação / 69
Capítulo 7 - Didática, formação docente e psicologia positiva na infância  / 73
Unidade II
Planejamento das aulas de educação física
Capítulo 8 - Planejamento, educação
integral e interdisciplinaridade / 87
Capítulo 9 - Parâmetros Curriculares Nacionais / 95
Capítulo 10 - Projeto político-pedagógico / 97
Capítulo 11 - Plano de ensino / 99
Capítulo 12 - Unidade didática / 107
Capítulo 13 - A aula de educação física / 121
Capítulo 14 - Avaliação em educação física
escolar  / 135
Unidade III
Culturas corporais de movimento
Capítulo 15 - O movimento humano e suas
múltiplas culturas / 145
Capítulo 16 - Atividades rítmicas e expressivas / 153
Capítulo 17 - Ginástica formativa através dos jogos simbólicos  / 169
Capítulo 18 - Jogos cooperativos / 173
Capítulo 19 - Jogos pré-desportivos / 177
Capítulo 20 - Jogos de cintura / 185
Capítulo 21 - Jogos de salão / 189
Capítulo 22 - Jogos com materiais alternativos / 195
Capítulo 23 - Jogos populares / 201
Capítulo 24 - Atletismo – forma lúdica / 209
Mensagem final / 215
Referências / 217

 
 

 

   
   
      


Aceitamos cartões de crédito:


(55) 54-3313-7317
E-mail: sac@meritos.com.br

© Livraria e Editora Méritos Ltda.

Rua do Retiro, 846 - CEP 99074-260
Passo Fundo - RS - Brasil


FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL

Tecnologia e proteção de dados:
PAYPAL - eBay Inc.
PAGSEGURO - Universo Online S/A